Portal da Horticultura


Controle alternativo de Puccinia menthae ‘in vitro’ com óleos essenciais .

Conceição, D. M.1; Lorenzetti, E. R.1; Bocardo, J. P.1; Sacramento, L. S. V.2; Furtado, E. L.1
1 Faculdade de Ciências Agronômicas – UNESP – Botucatu; 2 Faculdade de Ciências Farmacêuticas – UNESP – Araraquara. Email: dmconceicao@fca.unesp.br.
 

Resumo: O uso de defensivos em cultivo de plantas medicinais pode influenciar a produção de compostos secundários responsáveis pelos efeitos medicinais. O objetivo do trabalho foi avaliar a germinação dos esporos de Puccinia menthae (Ferrugem da Menta), utilizando óleos essenciais de plantas medicinais. A avaliação utilizou os óleos essenciais de palmarosa (Cymbopogon martini), limão (Citrus limonum), cravo (Syzygium aromaticum) e eucalipto (Comrynbia citriodora) nas concentrações 0,01, 0,02, 0,03 e 0,04%; além da testemunha, fungicida mancozeb e tween (teste de interferência do produto). Os óleos foram incorporados ao meio de cultura agar-água, utilizando tween para misturar o óleo ao meio. Foi feita uma suspensão de esporos do fungo, os quais foram inoculados ao meio contendo óleo. Após a inoculação as placas permaneceram em temperatura de 22°C durante 24 horas, na ausência de luz, sendo então contados. O delineamento experimental foi fatorial 6x4, com 4 repetições. Foi feita a contagem de 50 esporos germinados em microscópio com lente de aumento de 10 vezes. Os óleos de palmarosa, cravo e eucalipto controlaram a germinação dos esporos em todas as concentrações, assim como a ação do fungicida mancozeb. O óleo essencial de limão apenas mostrou controle eficiente nas concentrações 0,03 e 0,04%. O Tween não influenciou na germinação dos esporos.